logo

Slider

O QUE É?

A gluteoplastia, como é chamada a cirurgia para a colocação dos implantes nos glúteos, é indicada para homens e mulheres que desejem aumentar ou modificar o contorno dessa parte do corpo.

COMO É REALIZADA?

A gluteoplastia pode ser de três tipos, de acordo com os objetivos da paciente ao realizar o procedimento. São eles:

Lipoaspiração: realizada com o objetivo de tornar o contorno da região mais estético, consiste na remoção de gordura localizada nos glúteos.

Inclusão de próteses de silicone: também chamada de gluteoplastia de aumento, é caracterizada pela inserção de uma prótese de silicone específica para a região.

Lipoenxertia: procedimento para remodelagem da área, consiste na inserção de gordura retirada da própria paciente.

O tipo de intervenção escolhida irá influenciar desde como o procedimento será realizado até mesmo nos cuidados durante o período pós-operatório e o tempo necessário para a recuperação da paciente.

PARA QUEM É?

Em geral, ela é recomendada para pessoas que têm o bumbum naturalmente pequeno, desproporcional ao restante do corpo, com perfil achatado ou que apresenta flacidez.

RECUPERAÇÃO

Logo depois do procedimento, o paciente será encaminhado ao quarto, onde ficará internado até o dia seguinte. Nas primeiras 48 horas, ele deverá ficar de barriga para baixo, sem se virar de lado.


O pós-operatório pode apresentar algum nível de dor, que será controlado com o uso de medicamentos prescritos pelo médico. Será necessário utilizar a cinta modeladora por 30 dias.
O dreno costuma ser retirado depois de 2 ou 3 dias, e é depois desse período que o paciente poderá tomar banho completo.
É permitido se sentar uma semana depois da cirurgia, de preferência em superfícies rígidas para manter a coluna ereta e não sobrecarregar a cicatriz.

Recomenda-se que o paciente durma de barriga para baixo por pelo menos 20 dias.

Slider
WhatsApp chat
Facebook
Instagram